Nem sempre a marca mais famosa é a melhor opção!

Saiba como escolher os chocolates de melhor qualidade.

Chocolates são produtos que encontramos em toda parte: supermercados, padarias, lojas de importados, casas especializadas, etc. Eles existem nas mais variadas qualidades, para todo tipo de gosto de bolso. 

O chocolate foi inventado pelos Astecas como uma bebida bem amarga feita a partir das amêndoas de cacau. Era bem diferente do chocolate que conhecemos hoje, que é sólido e, na maioria das vezes, sólido. Desde sua invenção, o chocolate ganhou diversos ingredientes como açúcar, leite, baunilha, dentre outros. A maioria das pessoas compra chocolates olhando apenas as informações da parte frontal da embalagem, pois é ali que estão as informações mais importantes: tipo (branco, amargo ou ao leite), sabor (com ou sem recheio), peso e, no caso dos amargos, porcentagem de cacau. Entretanto, a parte de trás contém informações que podem ajudar muito na escolha do seu próxima chocolate. 

 

No Brasil, você pode encontrar as seguintes informações no verso na embalagem de chocolate:

. lista de ingredientes;
. dados nutricionais (calorias, carboidratos, proteínas, gorduras, etc);
. informações para alérgicos e intolerantes (presença de glúten, leite ou frutas secas);
. contato com o fabricante e/ou importador;
. país de fabricação;
. data de fabricação, validade e número de lote;
. peso do produto.

 

Na lista de ingredientes, os ítens sempre aparecem em ordem descrecente de quantidade, ou seja, o primeiro produto a aparecer será o que está mais abundante no produto. Cacau e manteiga de cacau são as principais matérias primas do chocolate, então devem aparecer logo no início da lista. O chocolate de boa qualidade é composto de basicamente:

- pasta de cacau (ou massa de cacau)
- manteiga de cacau
- açúcar
- leite em pó (no caso de chocolate ao leite)
- lecitina de soja (por último, em pequena quantidade, usado como um emulsificante natural.)
 

Outros tipos de gordura que não apareçam na lista (como gordura vegetal hidrogenada) não são bem vistos já que podem alterar o sabor do chocolate. Claro que no caso de bombons e outros chocolates com recheios, a lista incluirá ingredientes adicionais relacionados a esses complementos. Algumas marcas também indicam na embalagem a porcentagem de cacau utilizada, principalmente nos chocolates amargos. 

 

Você precisa usar seus cinco sentidos para reconhecer um bom chocolate:

1. Cheire: Coloque o chocolate sob o nariz e inspire profundamente, sentindo seus aromas. Chocolate tem um cheiro característico intenso. Quanto mais forte e persistente, melhor.

2. Olhe: Repare na cor e na textura do chocolate. Ele deve ser brilhante e sem manchas. Se estiver esbranquiçado, é porque teve problemas de conservação.

3. Toque: Pegue o chocolate nas pontas dos dedos. Ele deve ser suave e sedozo ao toque, não pegajoso. Deve começar a derreter ao toque após pouco tempo.

4. Ouça: Quebre o chocolate e preste atenção ao som que ele faz. Deve ser o som de um estalo claro e o chocolate não pode dobrar ou desmanchar.

5. Prove: Coloque o chocolate na boca e sinta sua suavidade e cremosidade. O chocolate deve começar a derreter na língua e o sabor deve se espalhar por toda a boca. O sabor do chocolate de boa qualidade persiste na boca por um bom tempo.

Também é essencial se verificar a validade: quanto mais recente o chocolate, melhor a qualidade.

 

Siga essas dicas para procurar novos chocolates, experimentar e encontrar seus favoritos! :)


Créditos: Com informações tiradas do Chocólatras Online.

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!